COMO SELECIONAR AS GUIAS LATERAIS PARA SUA ESTEIRA OU TRANSPORTADOR INDUSTRIAL

A intralogística de uma empresa envolve inúmeros processos e etapas diferentes. Nas linhas produtivas industriais, em todos os tipos de operação, as esteiras transportadoras são basicamente a espinha dorsal do sistema, facilitando a movimentação interna. Rapidez e alto nível de produção são aspectos cada vez mais buscados, principalmente com o aumento do volume de consumo nos últimos anos, e quanto mais eficiente for a operação, maior a possibilidade de benefícios nos negócios.

 

Mesmo com um papel tão importante para as empresas, esteiras transportadoras ainda são motivos de muitas dúvidas aos profissionais do setor industrial. Mas se você tem acompanhado nosso blog, pôde observar o desenvolvimento de materiais exclusivos para facilitar a implantação de uma esteira transportadora na sua indústria.  Depois de mostrarmos por aqui como construir um transportador industrial, neste artigo vamos entender melhor uma das partes fundamentais da estrutura do equipamento: as guias laterais. 

 

Boa leitura!

 

A Escolha dos Componentes das Guias Laterais

 

Dentre as inúmeras possibilidades disponíveis no mercado, qual escolher? Eles são construídos de acordo com a necessidade de cada indústria e essa pergunta está diretamente relacionada a alguns fatores que devem ser observados na sua linha de produção:

 

  • Produto a ser transportado;
  • Tamanho e Peso do produto;
  • Caminho/distância a percorrer (layout industrial);
  • Velocidade de produção;
  • Sentido de trabalho.   

 

Respondidas essas perguntas, podemos começar a construir nosso transportador, e eleger os componentes corretos para a estrutura central do transportador é fundamental, já que é ele que receberá os demais componentes do transportador industrial, dando equilíbrio e estabilidade ao sistema e pode representar o sucesso (ou fracasso) de toda a sua operação. Neste link você encontra mais informações de COMO CONSTRUIR UM TRANSPORTADOR INDUSTRIAL e todos os pontos de atenção a serem priorizados. 

 

Como nosso intuito neste material é falar sobre as guias laterais que são os elementos que compõem a parte superior do equipamento e, independentemente da sua aplicação, exigem componentes de qualidade, vamos aos principais pontos.

 

As Guias Laterais

 

Parte muito importante de um sistema de movimentação, as guias laterais ou varandas laterais como são conhecidas popularmente, são as responsáveis por guiar o produto em uma linha, manter o fluxo de trabalho e garantir que o produto se mantenha alinhado sobre o transportador, evitando o deslocamento transversal dos mesmos durante a movimentação. Elas são responsáveis também pela redução de quedas ou derramamento de materiais, evitando avarias, desperdícios e paradas inesperadas no fluxo operacional, consequentemente mantém a limpeza do transportador industrial e do ambiente de trabalho como um todo. 

 

Levando em consideração que algumas soluções não exigirão a utilização de todos esses componentes, em princípio as guias laterais irão contar com:

 

  • suportes laterais produzidos em poliamida ou aço inox;
  • espaçadores;
  • manípulos;
  • hastes;
  • grampos;
  • guias de deslizamento de inox ou alumínio;
  • perfis plásticos;
  • guias roletadas.

 

De acordo com a altura do material a ser movimentado, serão escolhidos o suporte lateral e o tipo de perfil para a composição de uma guia simples ou dupla. O suporte é composto por seu corpo central, manípulo e haste. A regulagem de altura ou regulagem vertical das guias laterais em relação à superfície dos elementos de tração pode ser realizada pelo furo no oblongo do suporte lateral. Os suportes laterais juntamente com as hastes têm a função de fixar e regular no sentido horizontal a abertura entre as guias laterais, aumentando ou reduzindo a largura de trabalho do transportador de acordo com a largura do produto a ser transportado, e também de realizar a transferência de uma via para a outra.  Já os espaçadores ampliam o espaço entre as guias, sendo introduzidos na base dos suportes laterais. Podem ser usadas até duas unidades, aumentando em até 30mm de cada lado a área útil da guia.

 

A quantidade de suportes pode variar de acordo com a pressão que os materiais transportados exercem sobre as guias laterais. Por exemplo, se a linha tem acúmulo de materiais, o espaço entre um suporte e outro deverá ser menor. Em equipamentos transportadores com acúmulo, recomendamos utilizar guias laterais roletadas, de modo a diminuir o coeficiente de atrito do produto e a pressão na linha.

 

Perfil Inox ou Perfil em Alumínio revestidos em UHMW ou PEAD

 

Os perfis ou guias, utilizados na estrutura da guia lateral podem ser produzidos em inox ou alumínio, revestidos ou não por perfis plásticos. Perfis em alumínio apresentam baixo custo em relação aos perfis de inox, porém não é ideal para elevadas cargas de trabalho, já que perfis de inox apresentam muito mais resistência. Perfis em inox revestidos com UHMW (compostas por polietileno de ultra alto peso molecular) têm baixo coeficiente de atrito, são auto lubrificados, tem excelente resistência ao desgaste e absorvem bem os ruídos, muito utilizados em transportadores curvos, principalmente, e destinados ao envase de bebidas, cosméticos, produtos farmacêuticos e materiais frágeis em geral. Com o uso desse material, a temperatura de trabalho pode variar de -50°C até 80°C.

 

Já os perfis revestidos com polietileno de alta densidade (PEAD) apresentam boa resistência ao impacto e excelente acabamento superficial. É um material atóxico e regulamentado na FDA, podendo entrar em contato com alimentos in natura, aceitando temperaturas que variam de -50°C até 50°C. 

 

Em nosso catálogo de produtos, na seção de componentes, é possível identificar várias sugestões de como construir as Guias Laterais de um sistema de transporte bem como identificar inúmeras soluções e formatos de componentes para ter sucesso neste assunto.

 

Entre em contato com a empresa para saber como a sua fábrica pode produzir com mais eficiência. Nossos consultores especializados contam com expertise para acompanhar cada etapa do seu projeto, desde a definição do escopo à instalação. Soluções para o seu negócio prosperar ainda mais, você encontra na COBRA Correntes!

 

Que tal ter uma avaliação gratuita do nosso time técnico? Preencha o formulário clicando aqui que entraremos em contato com a sua empresa!