Bons negócios dificilmente prosperam sozinhos. Além do plano de negócios, cuidado na contratação de colaboradores e diferencial competitivo, a gestão de fornecedores também empenha papel crucial na prosperidade de uma empresa.

 

Afinal, eles representam uma peça essencial para a companhia ao permitir a redução de custos e aumento do valor agregado dos produtos. Em um cenário com concorrentes cada vez mais competentes, saber como fazer gestão de fornecedores pode ser o seu grande diferencial.

 

A seguir, você vai saber qual é a importância da gestão de fornecedores e como pode ser o trabalho conjunto em busca de soluções personalizadas para o seu negócio. Também separamos quatro dicas de como fazer gestão de fornecedores para você já colocar em prática:

 

Qual é a importância da gestão de fornecedores?

Essa discussão não é de hoje e começou graças à valiosa contribuição de Peter Kraljic, consultor da McKinsey & Company (líder mundial no mercado de consultoria empresarial). Em 1983, Kraljic ressaltou a importância em entender quais são os impactos de risco e lucratividade que os fornecedores representam para uma empresa.

 

Parece complexo, mas na verdade é bem simples. Na hora de fazer a gestão de fornecedores, o tomador de decisões precisa avaliar como aquele parceiro estratégico pode agregar para o seu negócio. Da mesma forma, aspectos negativos também precisam ser levados em consideração para que a relação entre prós e contras seja avaliada na sua totalidade.

 

Tudo isso tem a ver com a margem de contribuição, conceito que representa o quanto o valor da venda de cada produto contribui para a empresa cobrir todos os seus custos e despesas fixas e ainda gerar lucro.

 

Para calcular a margem, basta fazer a seguinte conta: Margem de Contribuição = Valor das Vendas – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis). Ou seja, é preciso saber o quanto está sendo gasto com fornecedores para, então, fazer uma gestão bem controlada.

 

Afinal, não adianta contratar parceiros estratégicos se o objetivo da organização não pode ser atingido. Por isso, a gestão de fornecedores é fundamental para manter a sustentabilidade econômica da empresa.

 

Outros benefícios de fazer esse controle são:

  • Ausência ou redução de falhas;
  • Estabelecimento de metas mais ousadas para avanço da empresa;
  • Maior segurança para cumprir prazos;
  • Competitividade de preços;
  • Aumento do valor agregado dos produtos, serviços e matérias-primas adquiridos;
  • Facilidade de negociação.

 

No entanto, um dos principais benefícios da gestão de fornecedores é desafiá-los a criarem soluções coerentes com as suas necessidades.

 

A importância da gestão de fornecedores na personificação de produtos

Quando falamos em gestão de fornecedores, partimos do princípio que essa é uma relação próxima. Isso implica, entre outros pontos, em conversas sobre soluções personalizadas para o seu negócio específico.

 

Caso esse assunto não surja espontaneamente, é dever do gestor levantar esse tópico. Em especial nas épocas de renovação de contrato, pois é de extremo interesse do parceiro que você feche o contrato. Para isso, exija soluções menos genéricas e mais voltadas para as necessidades da sua empresa.

 

Por exemplo, se a sua empresa procura por correntes transportadoras, ela precisa encontrar um fornecedor que ofereça soluções personalizadas. Só assim a sua fábrica terá produtos inteligentes, eficientes e que façam sentido para o seu negócio.

 

Na COBRA Correntes, nossos clientes contam com departamento especializado em engenharia e projetos que realiza estudo, planejamento e desenvolvimento de soluções adequadas às demandas de cada caso.

 

Assim, a gestão de fornecedores fica muito mais fácil, pois eles sabem que a COBRA Correntes é um parceiro de negócio que foca no desenvolvimento das empresas com quem trabalha.

 

Quatro dicas de como fazer gestão de fornecedores

Agora que você já sabe a importância de desafiar os seus parceiros de negócio, é hora de entender como fazer gestão de fornecedores. Separamos quatro passos bem simples, mas que vão fazer uma grande diferença no seu negócio:

 

Alinhe as expectativas

Se você quer uma gestão de fornecedores bem sucedida, antes de fechar o negócio fale quais são as suas expectativas relacionadas a parceria e ouça quais são os anseios do outro lado. Isso evita surpresas desagradáveis no futuro.

 

Crie (e acompanhe) as métricas de avaliação

O que não se mede não se gerencia. Por isso, alinhem quais são as métricas que serão acompanhadas ao longo da duração de contrato para fazer uma gestão de fornecedores focada em dados, e não em suposições.

 

Faça reuniões periódicas de acompanhamento

Depois de alinhar as expectativas e definir quais são as métricas a serem acompanhadas, é necessário marcar reuniões periódicas para discutir as ações feitas e os próximos passos. É aqui que o gestor vai pressionar por soluções coerentes para as suas necessidades e estipular prazos para as entregas. 

 

Organize os processos

Antes de gerir processos externos, você deve olhar para as etapas internas e garantir que elas estejam funcionando perfeitamente. Ao entender como é o seu próprio funcionamento, desde a contratação de funcionários até a armazenagem dos seus produtos, você terá todas as informações necessárias caso o fornecedor faça alguma pergunta.

 

Que tal ter uma avaliação gratuita do nosso time técnico? Preencha o formulário clicando aqui que entraremos em contato com a sua empresa!