Você, que tem experiência na área de produção, sabe que, frequentemente, problemas podem surgir quando os produtos precisam ser transferidos de uma esteira transportadora para outra. Muitas vezes, não há alinhamento adequado dos itens. Produtos frágeis podem quebrar e mesmo itens robustos podem deslizar ou ficar presos entre as esteiras transportadoras. Você também já deve ter notado que, transferências de pequenos objetos, é um desafio particular. Por isso, preparamos este guia rápido com dicas essenciais que vão te ajudar na hora de construir e realizar transferências estreitas entre as esteiras transportadoras.

 

Menor diâmetro

Uma maneira de evitar problemas na hora de transferir produtos é usar placas mortas, que geralmente são instaladas o mais próximo possível dos eixos. Mas, infelizmente, essas placas não movem os produtos (o nome da placa já diz tudo), e eles podem ficar presos e causar problemas para a linha de produção.

 

Qual é a melhor maneira, então, de evitar isso e garantir que seus produtos sejam transferidos de maneira uniforme e confiável entre os transportadores? A solução é usar o menor diâmetro (rolos ou engrenagem) possível nas cabeceiras dos transportadores, instalando as transferências bem próximas umas das outras e diminuir o comprimento das placas mortas. E aqui já vai a primeira dica, a utilização de Transferencias roletadas diminui e até mesmo elimina a parada de produtos banindo a utilização de chapas mortas.

 

Veja este exemplo de aplicação de como é prático e fácil.

Transportadores longos e grandes

As esteiras modulares de plástico com passo reduzido como 12,7mm podem receber rolos/eixos nas extremidades das cabeceiras com diâmetro de 19mm para a Serie 127 possibilitando projetar transportadores longos e largos que podem carregar e transferir cargas pesadas com segurança. No mercado, a gama de materiais e recursos disponíveis para essas esteiras é enorme, mas apenas empresas especializadas, como a COBRA, ajudam a construir esses sistemas em quase todas as indústrias de bebidas, alimentos e industria em geral podem se beneficiar. Existem, inclusive, soluções disponíveis para linhas de engarrafamento com transferências de 90° usando tipos especiais de esteiras que, devido ao formato do modulo, podem chegar muito perto da outra esteira.

 

Produtos pequenos e delicados

Mas, há um desafio ainda maior: como transportar produtos muito pequenos, instáveis e/ou delicados? A solução é usar barras conhecidas como noise bar ou ponta de faca com diâmetro de até 6m. Isso permite uma lacuna tão pequena que mesmo os produtos extremamente pequenos são transferidos com segurança. Os problemas de posicionamento são minimizados e não há necessidade de placas mortas. A COBRA Correntes possui ume Esteira com passo de 8mm conhecida como micro pitch ou passo reduzido que entrega excelente resultados para pequenas transferências.

 

No exemplo abaixo é possível visualizar melhor as soluções acima descritas.

 

Esteiras modulares de plástico geram a melhor performance

Em caso de comprimentos curtos e larguras grandes, as correias transportadoras de tecido ou lona não são confiáveis (na maioria das vezes), por causa de problemas de alinhamento. Por outro lado, as esteiras modulares de plástico usam tração positiva, o que evita o desalinhamento. Perfis de deslizamento para guiar as esteiras nas laterais também podem ser utilizados de acordo com a sua necessidade.

Para aplicações na indústria de alimentos, onde são usados agentes de limpeza agressivos, as esteiras modulares de plástico também são indicadas, pois oferecem benefícios de maior resistência química e maior vida útil quando injetados em PP (polipropileno) ou POM RQ (poliacetal com resistência química).

 

A versatilidade das Esteiras Modulares permite projetar e utilizar equipamentos estreitos com 25mm de largura ou até mesmo equipamentos com 2000mm de largura, podendo receber aplicações que requerem transferências pequenas e posicionamento preciso do produto. Oferecendo algumas gamas de superfícies (por exemplo, superfície lisa ou fechada, superfície aberta e superfície emborrachada) para atender às necessidades de inúmeras aplicações nas indústrias de alimentos, embalagens, manuseio de materiais, etc. São diferentes possibilidades para resolver os desafios de produção da sua empresa.

 

Você sabe a importância de estar atento a todas as novidades que a Engenharia traz. É uma área que se renova, constantemente, que investe em novos equipamentos, softwares e técnicas que transformam o dia a dia da sociedade. Por isso, é importante, também, contar com o apoio de quem entende do assunto.

 

A matéria-prima da COBRA Correntes tem selo FDA, Adolfo Lutz e Anvisa, certificações específicas para contato direto com alimentos. Desde 1986, a empresa desenvolve tecnologia própria. São 34 anos de foco no desenvolvimento de soluções para movimentação em intralogística, experiência e qualidade garantida na fabricação de correntes inox, correntes plásticas e esteiras modulares. A empresa também possui uma linha completa de componentes e acessórios para esteiras industriais.

 

Solicite uma visita técnica e descubra qual a melhor esteira transportadora para a sua indústria!