O mercado industrial está cada vez mais competitivo, e isso reflete nos equipamentos e ferramentas que visam acelerar os processos. Afinal, o objetivo é sempre o mesmo: aumentar a produtividade e diminuir os gastos, para que o lucro seja mantido e a saúde financeira da empresa preservada.

 

Foi neste cenário que surgiu a esteira transportadora industrial. Ela foi criada para mover pequenos, médios e grandes objetos a uma determinada distância dentro da fábrica. Sua estrutura é bastante simples, sendo composta por uma superfície movida por polias e engrenagens acionadas por motores. Não à toa, é hoje um dos equipamentos mais utilizados nos mais variados tipos de indústria. 

 

No entanto, mesmo com tantos benefícios, é preciso ficar atento para a manutenção da esteira. Senão, ela pode começar a apresentar defeitos no pior momento possível — justo quando a produção depende dela. É preciso fazer um trabalho proativo e identificar com antecedência que a esteira está prejudicando o desempenho de um processo.

 

De modo geral, a esteira transportadora industrial pode apresentar diferentes problemas que variam de acordo com o seu estado de manutenção, o tipo de carga transportada e a duração dos períodos de funcionamento.

 

Geralmente, os equipamentos mostram sinais de desgaste, como trepidação, ruídos, quebras e alongamento das placas e módulos. Entre os problemas mais comuns, podemos citar:

 

● Falta de manutenção preventiva dos componentes;

● Quebras constantes da esteira;

● Dimensionamento mal calculado da esteira em relação ao produto a ser transportado;

● Falta de componentes para substituição.

 

Como identificar que a corrente está sendo um problema para a produção

 

Cabe aos times de gestão e manutenção investirem no treinamento da equipe para que os colaboradores aprendam como funcionam os componentes do sistema. Assim, todos conseguem identificar que a esteira modular ou corrente plataforma estão prejudicando o desempenho da produção e já sinalizar a necessidade de reparo ou troca. O conhecimento também é essencial para contribuir para a manutenção e uso correto do equipamento.

 

Existem algumas formas simples de analisar se a esteira transportadora está causando perda de tempo e dinheiro para a empresa. Oriente seus funcionários a ficarem atentos para sinais como:

 

● Exposição do pino ou vareta, ocorrido pelo desgaste na dobradiça da corrente ou esteira;

● Problemas com o engrenamento, que pode ser ocasionado pelo excesso de alongamento (o máximo permitido é de 2,5%);

● Desgaste na superfície da corrente ou esteira modular, ficando áspera e dificultando o transporte dos produtos;

● Redução superior a 50% na espessura das placas ou módulos, em relação a uma corrente plataforma ou esteira modular nova;

● Desalinhamento em relação aos perfis;

● Quebras frequentes;

● Aumento de lubrificação para realização do trabalho.

 

Quando um ou mais desses pontos são identificados, é necessário chamar a manutenção para realizar o conserto ou a troca do equipamento. Muitos gestores erram ao ignorar os primeiros sinais em busca de economizar dinheiro, pois não querem desligar as esteiras transportadoras e parar a produção. Porém, esse é um exemplo claro do ditado "o barato sai caro".

 

Quanto mais tempo se leva para consertar as esteiras transportadoras industriais, mais tempo e dinheiro se perde. Por isso é importante chamar a manutenção o mais rápido possível, para que haja uma análise do que está acontecendo e então tomar a medida mais adequada.

 

Além de trocar os equipamentos, existem outras soluções que podem ser seguidas para reverter o quadro. Itens como as correntes, rodas, curvas, perfis de deslizamento, roletes de retorno, curvas pistas e mancais desgastam naturalmente com o decorrer do tempo, então são necessárias medidas para aumentar a vida útil desses componentes.

 

Por exemplo, a limpeza regular do equipamento, em especial quando os produtos transportados são abrasivos — ou seja, aqueles que podem desgastar a superfície (como cloro e alvejante). Outro fator importante é o uso de lubrificantes durante o transporte e também nos mancais para reduzir o atrito e desgastes no rolamento.

 

Como prolongar o tempo útil da esteira transportadora industrial

 

As medidas citadas no tópico anterior servem para quando o produto já apresenta sinais de desgaste. O ideal é tomar cuidados ao longo dos dias para aumentar a vida útil da corrente e da esteira, minimizando os riscos de prejuízo no processo.

 

O primeiro passo é garantir a periodicidade de manutenção preventiva. Como o próprio nome sugere, ela é realizada para evitar desgastes de peças. Os profissionais responsáveis checam se todos os componentes estão funcionando corretamente e realizam pequenos reparos quando necessário.

 

Também é preciso inspecionar alguns itens para então avaliar o desempenho de uma corrente plataforma ou esteira modular. Confira o checklist da Cobra Correntes válido para novos projetos:

 

● Material do produto a ser transportado, influência no atrito com a corrente/esteira;

● Dimensões do produto (para auxiliar na escolha da largura);

● Carga de trabalho do equipamento (para auxiliar na escolha do modelo);

● Material da corrente/esteira;

● Material do pino.

 

Além disso, é preciso verificar se durante o transporte há contato com algum produto químico e a temperatura do ambiente ou produto. Fatores como atrito entre produto e esteira e o range de produção também impactam na vida útil do produto.

 

Soluções Cobra Correntes

 

Desde 1986, a Cobra Correntes desenvolve tecnologia própria e foca no desenvolvimento de soluções para movimentação em intralogística com a fabricação de correntes inox, correntes plásticas e esteiras modulares. A empresa também possui uma linha completa de componentes e acessórios para esteiras industriais.

 

Por meio de um suporte integrado, a Cobra Correntes assessora seus clientes em cada etapa do projeto, da definição do escopo à instalação e manutenção. Com expertise e tradição, a marca realiza levantamento técnico de partes e peças e auxilia na resolução dos problemas.

 

Que tal ter uma avaliação gratuita do nosso time técnico? Preencha o formulário clicando aqui que entraremos em contato com a sua empresa!